Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘story board’

O cliente aprovou a proposta, conferiu todos os detalhes do projeto a ser criado, meu trabalho já começou e eu ainda não recebi nada! Qual é o próximo passo?

Um problema comum que às vezes precisamos enfrentar é o caso em que o cliente está em dúvidas em pagar por um serviço que ainda não foi executado. Além de dar garantias, como um bom contrato, você deve apoiar-se em seu portfolio, ele é sua maior referência. Aqui pode-se chegar a uma conclusão óbvia, mas nem tanto: quem é  seu maior e mais importante cliente?

É você mesmo!

Procure deixar seu material de divulgação, portfolio online, logotipo, impressos com aparência profissional e impecável. Não entre nessa de “Em casa de ferreiro, espeto é de pau”. Dedique tempo para formar sua própria imagem.

Depois de aprovada a proposta, iremos formalizar legalmente a prestação de serviços através de um contrato. No meu caso, como ainda não tenho empresa constituída, optei pelo contrato de pessoa física. Este tipo de contrato deve ter firma reconhecida e testemunhas, valendo legalmente em caso de problemas.

Após levar um número sem fim de calotes, resolvi consultar um advogado e construir um contrato que envolvesse todos os pontos do projeto. É importante explicar ao cliente que o contrato é uma segurança, tanto para ele que receberá o trabalho exatamente como pediu, quanto para você que receberá seu pagamento como estipulado.

Faça o Download: Modelo de contrato para construção de web-sites e outros projetos gráficos

Este contrato disponibilizado aqui é uma verdadeira jóia, pois prevê a maioria dos problemas que poderiam acontecer. Portanto, utilize o bom senso e faça bom uso desta ferramenta.

Contrato assinado, vamos por a mão na massa!

Já sei, agora abro o Photoshop e dá-lhe!

Nada disso! Agora é o momento de reunir todo o material coletado, referências, anotações e pensar em que conceito você vai utilizar no projeto.

Sugiro que você faça uma lista dos conceitos que pretende empregar no layout do web-site, um exemplo:

  • Força
  • Equilíbrio
  • Sobriedade
  • Dinamismo
  • Cores fortes

É claro que cada projeto irá precisar de uma conceituação diferente, pois cada cliente e área de atuação tem necessidades diferentes, público-alvo diferente. É isso que vai criar o diferencial.

Rough

O rough (diz-se ráfe) é como um rascunho do projeto. Pegue várias folhas de papel e desenhe o layout do web-site, defina as posições de cada elemento, faça uma pré diagramação de como layout será organizado. Onde estarão imagens, menus, textos, animações, etc.

Se for necessária fazer uma animação em flash, a melhor opção é desenhar um story board, em que é definido o que acontece em cada cena. Você ainda pode anotar ao lado de cada quadro os sons que serão tocados, se haverá narração, que tipo de imagem será necessária, etc.

Tomando estas medidas iniciais é possível prever rapidamente como o layout irá se comportar na tela e pode-se fazer correções antes mesmo de começar a criação propriamente dita.

Na parte 3 da nossa odisséia, falarei sobre como proceder com a criação do layout e o momento mais temido: a aprovação!

Read Full Post »